Obrigado pela visita, Profº Neivaldo Lúcio

200 MIL VISITAS, OBRIGADO A TODOS...

Livros de Física para Baixar

Aqui eu achei este blog http://fisicalmeidao.blogspot.com.br/2013/03/alguns-livros-para-download.html
do Profº Vinicius e coloco a disposição para baixar. São os livros Clássicos da Física...

Primeiro vou disponibilizar o livro Curso de Física - Vol. 1,2 e 3 (Antônio Máximo e Beatriz Alvarenga). Esses livros são ótimos para os alunos que não querem a área de exatas, pois a proposta é ótima: Física para todos (como se isso fosse possível, hehehe).

Curso de Física Vol 1.PDF (59.6 MB)
https://mega.co.nz/#!l5kEwILD!IcoYwAl6DaXgzHHF_qZgmg_ByW8NU6_j10IY6LnAIfw

Curso de Física Vol 2.PDF (68.1 MB)
https://mega.co.nz/#!Z1Mj1a7a!J7jKSzp8vc4KZ7X6tpPeTUwRHQkkJtN3bEiBld_wB-s

Curso de Física Vol 3.PDF (65.8 MB)
https://mega.co.nz/#!ktlmVa6L!PVb15A4QB03wyhBFV18SjH6D64giBJwOzbm8yiBzpE8


Agora vou disponibilizar o livro Os Fundamentos da Física - Vols1, 2 e 3 (Ramalho, Nicolau e Toledo). Essa coleção é um clássico entre os livros de Física para o Ensino Médio. É uma ótima coleção para quem possui um lado mais pra área de exatas e para quem quer entender a Física por um prisma mais aprofundado.

Os Fundamentos da Fisica - Vol. 1.pdf (59.9 MB)
https://mega.co.nz/#!1xUmyZKB!Fjhx0X9l-Jw7Y-BCMLwfFil2qnNOyCbSAoeXwF9Fo8k

Os Fundamentos da Fisica - Vol. 2.pdf (147.3 MB)
https://mega.co.nz/#!dwdRULJQ!OhgMjhIMv8Y_LQPRVbO0gUkrYm4at5TQPyDt62Jds2M

Os Fundamentos da Fisica - Vol. 3.pdf (133.6 MB)
https://mega.co.nz/#!NssGzB4b!K2ZrIF6itWEKP8kIyCejjGlfofUUsj-FUsi4iKcHB4w


Agora vou disponibilizar os livros Física Básica - Vol. Único (Nicolau e Toledo); Física Fundamental - Vol. Único (Bonjorno e Clinton). Esses livros são mais concisos, todavia superam qualquer apostila ou sistema de ensino. É para quem quer tirar uma dúvida, ou um aprendizado mais rápido. São ótimos livros.

Física Básica.pdf (104.6 MB)
https://mega.co.nz/#!JsUCnJQC!YQovqQH1o1JDKvIWmE6dLg3XOnRd0pEbfmYfNusjtEc

Física Fundamental.pdf (303.5 MB)
https://mega.co.nz/#!YglEBYaR!ba85xlTcr01Ng07w81Bauh-N59oxZBrqHY5yhs_ipko
Category: 6 comentários

COMO FUNCIONA UM MICRO-ONDAS?


Como Funciona um Microndas?

O Micro-ondas por dentro


Uma tecnologia disponível hoje em muitas casas, o forno de micro-ondas foi uma descoberta quase acidental de um pesquisador que desenvolvia pesquisas com um magnetron, um dispositivo eletrônico que gera micro-ondas a partir de energia elétrica: uma barra de chocolate, esquecida sobre uma bancada, derreteu quase imediatamente quando exposta à radiação das micro-ondas.
As micro-ondas já eram utilizadas na Segunda Guerra Mundial em radares, usados para detectar frotas inimigas invasoras, pelo fato de refletirem facilmente em superfícies metálicas

O primeiro forno de micro-ondas a chegar ao mercado norte-americano, em 1947, media quase 1,70 m de altura, pesava cerca de 380 kg e custava em torno de 5.000 dólares. O magnetron, peça-chave do aparelho, era resfriado com água que circulava por tubos de chumbo.


O MICRO-ONDAS Funciona assim: o alimento é bombardeado por micro-ondas de alta frequência, que são absorvidas pelas moléculas de água e de algumas outras substâncias (como certos tipos de gorduras e açúcares). Quando recebem essa energia, elas começam a vibrar intensamente, atingindo outras moléculas e gerando calor. Como as moléculas que esquentam nem sempre estão distribuídas de forma igual pelo alimento, dificilmente ele esquenta por inteiro e de modo uniforme.
Se você enrolar a comida em papel alumínio, vai dificultar o aquecimento, porque o metal protege as moléculas das micro-ondas. [Life's Little Mysteries]

Maiores Detalhes do Funcionamento do Forno Microndas

Para entender como um forno de micro-ondas pode cozinhar ou descongelar um alimento, devemos lembrar que a molécula de água é polarizada, ou seja, possui uma região eletrizada negativamente e outra região eletrizada positivamente. A água apresenta esse comportamento devido à disposição dos átomos que constituem sua molécula; o átomo de oxigênio, devido à sua maior eletronegatividade, tende a atrair elétrons dos átomos de hidrogênio. O modelo mostrado a seguir retrata a polarização da molécula de água e sua representação simplificada.




No gelo, as moléculas de água estão arranjadas em um padrão bastante organizado, com orientação e posições fixas. Mas, na água líquida, elas estão orientadas em um padrão aleatório, regido apenas pela tendência da molécula de água de formar pontes de hidrogênio. O diagrama a seguir mostra a disposição aleatória das moléculas de água líquida.



Se a água for colocada na presença de um campo elétrico intenso, suas moléculas tendem a girar e se alinhar com o campo. Isso ocorre porque, na situação em que o arranjo molecular é aleatório, as moléculas de água possuem uma certa energia potencial eletrostática, e a tendência natural, quando na presença do campo elétrico, é buscar uma situação de energia potencial mínima. O esquema a seguir mostra a orientação das moléculas de água quando na presença de um campo elétrico.


Quando gira devido à presença do campo elétrico, a molécula de água atrita com outras e converte parte de sua energia potencial eletrostática em energia térmica, ou seja, na presença de um campo elétrico, as moléculas de água passam a apresentar um "grau de agitação" maior. Em outras palavras, a temperatura da água aumenta.

Na câmara de cozimento de um forno de micro-ondas, a flutuação do campo elétrico é adequada para o aquecimento da água. Esse tipo de forno utiliza micro-ondas com frequência de 2,45 CHz ou 2,45 • IO9 Hz para alterar a orientação das moléculas de água bilhões de vezes a cada segundo. Essa foi a frequência escolhida porque ela não é usada em comunicações e também porque dá às moléculas de água o tempo necessário para completar uma rotação antes de inverter novamente sua orientação.

Isso explica por que apenas os alimentos contendo água, açúcares ou gorduras — ou outras moléculas polares — se aquecem no interior do forno; as moléculas polares absorvem a energia das micro-ondas e a convertem em energia térmica. Porcelana, vidro comum e plásticos não contêm moléculas de água na sua estrutura e, por isso, mesmo com o forno em funcionamento, não se aquecem pelo processo descrito. Já os recipientes metálicos não devem ser usados porque podem refletir as micro-ondas.

No final da página veja o video:  Como Funciona Um Micro-ondas  

Category: 1 comentários

NANOTECNOLOGIA - Cientistas criam faca que corta água

Isso mesmo... Pesquisadores da Universidade Estadual do Arizona, nos Estados Unidos, desenvolveram lâmina especial que consegue partir gota ao meio. Resultado pode ajudar no estudo de estruturas celulares


Pesquisadores da Universidade do Estado do Arizona (Estados Unidos) conseguiram fabricar uma faca especial capaz de cortar uma gota d’água ao meio. As lâminas da faca foram feitas de zinco e cobre. Elas foram limpas com acetona e etanol e, posteriormente, secas com nitrogênio. Por último, as lâminas foram submergidas numa solução de nitrato de prata e colocadas para secar, resultando num revestimento altamente hidrofóbico — termo utilizado para substâncias que não se misturam com a água. Como resultado, um corte lento e preciso permitiu dividir uma gota em duas partes iguais (assista ao vídeo abaixo), sem fazer com que houvesse qualquer mistura de substância ou que ela se dissolvesse em várias outras gotículas. O procedimento ocorreu sobre uma superfície, também hidrofóbica, de teflon.
 
O resultado foi publicado na revista científica PLOS One. De acordo com um dos autores, Antonio García, integrante do departamento de Engenharia Biológica e de Sistemas de Saúde da universidade, o estudo conseguiu desenvolver um método de corte altamente preciso, como se o material manipulado fosse sólido. "Ao criar duas gotículas de uma única gota, em condições extremamente controladas, podemos utilizar uma variedade de técnicas de micro ou nanotecnologia para estudar a composição da gota. Ou ainda produzir pequenas amostras de uma rara estrutura molecular ou biológica", disse o cientista ao site de VEJA.

"Por exemplo, na biomedicina há razões para isolar uma célula rara (como uma sob suspeita de ser cancerígena) e realizar análises para detectar o que a faz diferente de outras", afirmou.
O corte das gotas também pode permitir uma análise mais rápida e eficiente dos seus componentes. "Cientistas normalmente tentam entender como é o funcionamento das células no nível molecular. O trabalho pode ser mais eficiente quando se pode operar numa única gota com a amostra", disse o cientista.


CONHEÇA A PESQUISA


Título original: Cutting a Drop of Water Pinned by Wire Loops Using a Superhydrophobic Surface and Knife
Onde foi divulgada: revista PLOS One
Quem fez: Ryan Yanashima, Antonio A. García, James Aldridge, Noah Weiss, Mark A. Hayes, James H. Andrews
Instituição: Universidade do Estado do Arizona
Dados de amostragem: Lâminas feitas de zinco e cobre, limpas com acetona e etanol, secas com nitrogênio e submergidas numa solução de nitrato de prata e colocadas para secar, resultando num revestimento altamente hidrofóbico
Resultado: o estudo conseguiu desenvolver um método de corte altamente preciso, como se o material líquido manipulado fosse sólido
Fonte: http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/cientistas-criam-faca-que-corta-agua#vídeo gota acesso em 07 de out 2012





Category: 0 comentários

Exercícios sobre Dinâmica

SEGUNDA LEI DE NEWTON – EXERCÍCIOS – PRIMEIRA PARTE


01.Um corpo de massa 3 kg é submetido á uma força resultante de intensidade 12 N. Qual a aceleração que a mesma adquire?



02.Se um corpo de massa 2 kg se encontra com uma aceleração de 3 m/s2, qual a intensidade da resultante que atua sobre o mesmo?



03.Aplicando uma força de intensidade 30 N sobre um corpo, o mesmo passa a experimentar uma aceleração de 10 m/s2. Qual a massa desse corpo?



04.Um carro de 1200kg de massa aumenta sua velocidade de 54 km/h para 90 km/h num intervalo de tempo de 5s. Qual a intensidade da força resultante que agiu sobre o carro?



05.Um corpo de massa m = 5 kg, com velocidade de 6 m/s, passa a sofrer a ação de uma força resultante de intensidade 20 N, durante 3 s. Qual será a velocidade do corpo após esse tempo?



06.Duas forças F1 e F2, aplicadas a um mesmo corpo de massa 4 kg, são perpendiculares entre si e de intensidades 12 N e 16 N respectivamente. Determine: a intensidade de força e a acelareção.



07.Um corpo de massa m = 0,5 kg está sob a ação de duas forças (F1 = 20 N e F2 = 15 N ) com mesma direção e sentidos opostos. Qual a aceleração adquirida pelo corpo?



08.Um corpo de massa 5 kg se encontra na Terra, num local em que a gravidade vale 10 m/s2. Esse corpo é então levado para a Lua, onde a aceleração da gravidade é 1,6 m/s2. Pede-se: o peso e o peso e a massa do corpo aqui na Terra; o peso e a massa do corpo na Lua.



09.Sobre uma partícula de massa 20kg agem duas forças de mesma direção mas de sentidos opostos. Determine a força resultante, sabendo que uma das forças vale 45N e a outra vale 25N.



10. sobre um corpo de massa m1 atua uma resultante de 18N, fazendo com que o corpo experimente uma aceleraçãode 6m/s². Essamesma resultante agindo sobre um corpo de m2, faz com que o mesmo experimente uma aceleração de 3m/s². qual seria a aceleração se essa mesma resultante atuasse nos dois corpos ao mesmo tempo?



SEGUNDA LEI DE NEWTON – EXERCÍCIOS – SEGUNDA PARTE


1. Um corpo com massa de 0,6 kg foi empurrado por uma força que lhe comunicou uma aceleração de 3 m/s². Qual o valor da força?

2.Um caminhão com massa de 4000 kg está parado diante de um sinal luminoso. Quando o sinal fica verde, o caminhão parte em movimento acelerado e sua aceleração é de 2 m/s². Qual o valor da força aplicada pelo motor?

3. Sobre um corpo de 2 kg atua uma força horizontal de 8 N. Qual a aceleração que ele adquire?

4. Uma força horizontal de 200 N age corpo que adquire a aceleração de 2 m/s². Qual é a sua massa?

5. Partindo do repouso, um corpo de massa 3 kg atinge a velocidade de 20 m/s em 5s. Descubra a força que agiu sobre ele nesse tempo.

6. A velocidade de um corpo de massa 1 kg aumentou de 20 m/s para 40 m/s em 5s. Qual a força que atuou sobre esse corpo?

7. Uma força de12 N é aplicada em um corpo de massa 2 kg. A) Qual é a aceleração produzida por essa força? B) Se a velocidade do corpo era 3 m/s quando se iniciou a ação da força, qual será o seu valor 5 s depois?

8. Sobre um plano horizontal perfeitamente polido está apoiado, em repouso, um corpo de massa m=2 kg. Uma força horizontal de 20 N passa a agir sobre o corpo. Qual a velocidade desse corpo após 10 s?

9. Um corpo de massa 700g passa da velocidade de 7 m/s à velocidade de 13 m/s em 3s. Calcule a força que foi aplicada sobre o corpo neste percurso.

10. Um automóvel, a 20 m/s, percorre 50 m até parar, quando freado. Qual a força que age no automóvel durante a frenagem? Considere a massa do automóvel igual a 1000 kg.


11. Um corpo de massa 150g está sujeito a uma aceleração de 3m/s². Calcule força aplicada neste corpo.


12. Um guindaste aplica uma força de 15.000N num bloco de pedra. Qual será massa deste bloco ao deslocar até um ponto com aceleração de 0,5 m/s²?


13. Represente uma força de 30N aplicada num bloco de 60Kg de massa. Qual será a aceleração?



Sobre a 1ª e 3ª Lei de Newton Interprete as questões abaixo:


01.Por que uma pessoa, ao descer de um ônibus em movimento, precisa acompanhar o movimento do ônibus para não cair?


02.Explique a função do cinto de segurança de um carro, utilizando o conceito de inércia.


03.Se retirarmos rapidamente a placa que apoia a pedra, a pedra cai dentro do recipiente. Por que a pedra não é levada pela placa?


04.De que modo você explica o movimento de um barco a remo, utilizando a terceira lei de Newton?


05.Um carro pequeno colide com um grande caminhão carregado. Você acha que a força exercida pelo carro no caminhão é maior, menor ou igual à força exercida pelo caminhão no carro?


06.Com base na terceira lei de Newton, procure explicar como um avião a jato se movimenta.


07.O carrinho está parado quando o seu passageiro resolve jogar um pacote. O carrinho continua parado ou entra em movimento?


08.Ao corrermos sobre a Terra estamos aplicando uma força sobre o chão. Por que a Terra não se move?




Respostas: Qualquer dúvida ou exercícios que julgarem errados, colabore mande e.mail para e-mail para: neivaldo.oliveira@gmail.com ... Agradeço


1ª parte: 01) 4m/s² 02) 6N 03) 3Kg 04) 2400N 05) 18m/s 06) a) 20N b) 5m/s² 7) 10m/s²


8) a) 50N e 5Kg b) 8N e 5Kg 9) a) 10N b) 0,5m/s² 10) 2m/s²


2ª parte: 01) 1,8N 02) 8000N 03) 4m/s² 04) 100Kg 05) 12m/s² 06) 4m/s² 07) a) 6m/s b) 33m/s


08) 6m/s2 09) 1,4 N 10) 4000N 11) 0,5N 12) 7500 Kg 13) a) 0,5m/s²


As respostas relativos a 1ª e 3ª lei de Newton discuta com o seu professor....Ok...

Aulas de Física

Aulas de Física

Olá, ao clicar nos links abaixo será direcionado para um site que contém conteúdos de física para o ensino médio. Excelente material .... Confira...

Mecânica
Cinemática escalar
Aula 1
Velocidade média
Aula 2
Função horária dos espaços
Aula 3
Movimento uniforme
Aula 4
Movimento uniformemente variado I
Aula 5
Movimento uniformemente variado II
Aula 6
Gráficos do MUV
Aula 7
Movimento vertical no vácuo

Cinemática vetorial
Aula 8
Vetores
Aula 9
Lançamento horizontal
Aula 10
Lançamento oblíquo
Aula 11
Cinemática vetorial
Aula 12
Composição de movimentos
Aula 13
Movimento circular I
Aula 14
Movimento circular II

Dinâmica
Leis de Newton
Aula 1
Introdução
Aula 2
Leis de Newton I
Aula 3
Leis de Newton II
Aula 4
Força de atrito

Gravitação Universal
Aula 1
1ª e 2ª Lei de Kepler
Aula 2
3ª Lei de Kepler
Aula 3
Lei da Gravitação Universal
Aula 4
A aceleração da gravidade
Aula 5
Corpos em Órbita
Aula 6
Energia no Campo Gravitacional
Aula 7
Gravidade com a Terra em rotação

Óptica geométrica
Aula 1
Conceitos iniciais
Aula 2
Princípios fundamentais I
Aula 3
Princípios fundamentais II
Aula 4
Espelhos planos I
Aula 5
Espelhos planos II

Movimento harmônico simples
Aula 1
Movimentos periódicos
Aula 2
Movimento harmônico simples Função horária de posição

Ondulatória
Aula 1
Introdução a ondulatória
Aula 2
Fenômenos ondulatórios
Aula 3
Ondas sonoras
Aula 4
Interferência de ondas
Aula 5
Cordas vibrantes
Aula 6
Tubos sonoros
Aula 7
Efeito Doppler
Aula 8
Experiência de Young

Termodinâmica
Aula 1
Gases
Aula 2
Leis da Termodinâmica

Física Moderna
Aula 1
Introdução à Física Moderna

Aula 12 - Queda livre dos Corpos

Queda Livre dos Corpos


"Todos os corpos caem livremente com a mesma aceleração. "
Denomina-se queda livre o movimento de subida ou descida que os corpos realizam no vácuo ou quando desprezamos a resistência do ar.
Quando lançamos um corpo verticalmente para cima notamos que ele sobe até uma certa altura e depois cai porque é atraído pela Terra, o mesmo acontece quando largamos um corpo de determinada altura (como a menina soltando a bolinha). Os corpos são atraídos pala Terra porque em torno dela há uma região chamada campo gravitacional exercendo atração sobre eles.
Pense nesta situação descrita abaixo:
Pegue a sua borracha e uma folha de papel e largue as duas de uma mesma altura ao mesmo tempo.
Quem chegou primeiro?
Agora amasse bem a folha de papel e repita o experimento. E agora houve muita diferença de tempo entre as quedas ou os dois objetos caíram praticamente juntos?
Se não houvesse a resistência do ar, todos os corpos, de qualquer peso ou forma, abandonados da mesma altura, nas proximidades da superfície da Terra, levariam o mesmo tempo para atingir o solo. Esse movimento é conhecido como queda livre. O movimento de queda livre é uniformemente acelerado. A trajetória é retilínea, vertical e a aceleração é a mesma para todos os corpos, a aceleração da gravidade, cujo valor é, aproximadamente, g=9,8 m/s² .
Funções do Movimento de Queda Livre
No movimento de queda livre, a trajetória é retilínea e a aceleração constante. Trata-se portanto de um movimento retilíneo uniformemente variado (MRUV), e as funções que descrevem o movimento de queda livre são as mesmas que descrevem o MRUV, com a diferença que a queda livre ocorre sempre no eixo vertical vamos associar a variável correspondente a posição a variável y (que está associada ao eixo vertical das ordenadas).
Vamos estabelecer um sistema de referência com o eixo vertical crescente para cima apartir da origem (geralmente fixada no solo).
Como a aceleração da gravidade é orientada verticalmente para baixo (sentido oposto ao sentido positivo do eixo que atribuímos no nosso sistema de referência), terá seu valor sempre negativo. g= (-)
Velocidade em Relação ao tempo: V=V0 – g.t
Posição em Relação ao tempo: h=g.t²/2
OBS: Para facilitar enormemente os cálculos adotaremos o valor aproximado de 10m/s² para a aceleração da gravidade terrestre próxima da superfície do planeta.
Variação da Gravidade

Veja a Variação da Gravidade - Localização g aproximado (m/s²)
equador 9,78 m/s²
pólos 9,83 m/s²
10km de altitude 9,78 m/s²
100km de altitude 9,57 m/s²
300km de altitude 8,80 m/s²
1 000km de altitude 7, 75 m/s²
5 000km de altitude 3,71 m/s²
10 000km de altitude 1,94m/s²
Este valor da aceleração varia um pouco com a altura em que o corpo se encontra, mas como esta variação é muito pequena, acabamos desprezando-a aqui. Veja na tabela ao lado como a aceleração da gravidade muda muito pouco com a altura. Só para você ter uma idéia das alturas, os aviões costumam voar a 10km de altitude, e a órbita do ônibus espacial fica mais ou menos a 300km de altitude.
Exercícios de Fixação - Queda Livre
01) Um objeto cai do alto de um edifício, gastando 7s na queda. Calcular com que velocidade atinge o solo (g=10 m/s2).
02) Uma menina, na margem de um rio, deixa cair uma pedra que demora 5s para chegar à superfície da água. Sendo a aceleração local da gravidade igual a g=10 m/s², determine a distância percorrida pela pedra.
03) Num planeta fictício, a aceleração da gravidade vale g=25 m/s². Um corpo é abandonado de certa altura e leva 7s para chegar ao solo. Qual sua velocidade no instante que chega ao solo?
03) Um gato consegue sair ileso de muitas quedas. Suponha que a maior velocidade com a qual ele possa atingir o solo sem se machucar seja 8 m/s. Então, desprezando a resistência do ar, qual a altura máxima de queda para que o gato nada sofra? ( g=10 m/s²).
04) Em um brinquedo de um parque de diversão o carrinho cai em queda livre por 3 segundos. Considerando a aceleração no local igual a 9,8 m/s2, que distância o carrinho percorre nesse intervalo de tempo?
05) Calcule a altura de queda de um corpo sabendo que este corpo demorou 15 s para atingir o solo. (g=10m/s²).
06) Quanto tempo um paraquedista demora para atingir o solo sabendo que ele saltou de um avião a um altura de 400 m? (g=10m/s²).
07) se um objeto demorou 10s paratingir o solo qual foi a sua velocidade ao atingir o solo?
08) Do alto de uma torre, um garoto deixa cair uma pedra, que demora 2s para chegar ao solo. Qual a altura dessa torre?
09) calcule o tempo de queda de um objeto, sabendo que ele caiu de uma altura de 400m. Qual é a velocidade ao atingir o solo? g=10m/s²
10) Determine a velocidade de um paraquedista que demorou 3,5s para atingir o solo. Qual foi a altura de queda?
Fonte:

Aula 11 - Lei da Gravitação Universal de Newton

Lei da Gravitação Universal de Newton
A lei da gravitação universal, proposta por Newton, foi um dos maiores trabalhos desenvolvidos sobre a interação entre massas, pois é capaz de explicar desde o mais simples fenômeno, como a queda de um corpo próximo à superfície da Terra, até, o mais complexo, como as forças trocadas entre corpos celestes, traduzindo com fidelidade suas órbitas e os diferentes movimentos.
Segundo a lenda, Newton, ao observar a queda de uma maça, concebeu a idéia que ela seria causada pela atração exercida pela terra. A natureza desta força atrativa é a mesma que deve existir entre a Terra e a Lua ou entre o Sol e os planetas; portanto, a atração entre as massas é, com certeza, um fenômeno universal.
F=Gm1.m2/r² onde:
G é uma contante gravitacional e seu valor é igual a 6,67.10-11 N.m2/Kg2
m1 e m2 são as massas dos corpos que se atraem, medida em Kg.
r é a distância entre os dois corpos, medida em metros(m).
F é a força gravitacional, e é medida em N.

Com tal equação matemática Newton descobriu que os corpos se atraem mutuamente, fazendo com que eles não caiam uns sobre os outros e sempre mantenham a mesma trajetória;
Podemos, ainda, enunciar a lei da gravitação universal do seguinte modo:
"Dois corpos se atraem gravitacionalmente com força cuja intensidade é diretamente proporcional ao produto de suas massas e inversamente proporcional ao quadrado da distância entre seus centros de massa."
CAMPO GRAVITACIONAl
A Terra, assim como todos os corpos celestes, exerce uma força de atração gravitacional sobre os corpos localizados em sua proximidade. Desprezando os efeitos rotacionais do nosso planeta, podemos assimilar o campo gravitacional.
A intensidade do campo gravitacional pode ser medida pela aceleração gravitacional adquirida por um corpo de prova no interior do campo. Sua medida é feita utilizando-se da Lei de Newton, em que a força gravitacional exercida pelo planeta é o próprio peso do corpo na posição em que se encontra dentro do campo gravitacional.

Depois de ouvirmos tantas vezes que "Terra atrai a Lua", talvez você possa ter se perguntado por que a Lua não cai na Terra. Para entender a resposta dessa pergunta, faça a seguinte experiência de pensamento: imagine que você tem uma pedra na mão e a deixa cair. Ela descreverá uma trajetória vertical e para baixo. Depois, pegue a pedra, lance-a para frente e observe que ela descreverá uma trajetória parabólica, chegando ao solo alguns metros a frente.Agora pense na possibilidade de poder lançá-la cada vez mais longe: o que aconteceria com essa pedra? É natural que ela continue caindo, já que é atraída pela Terra. Porém, dependendo da velocidade com que ela é lançada pode ocorrer algo muito curioso: a pedra pode entrar em um movimento de "queda eterna", que é conhecido como movimento de órbita.A resposta da pergunta é essa: se a Lua executa um movimento orbital devido à atração que a Terra exerce sobre ela, isso quer dizer que a Lua está em movimento de queda, mas que nunca chegará atingir a Terra.Isaac Newton formulou a lei que descreve essa força que, além de fazer os objetos caírem, faz os planetas e satélites permanecerem em órbita. Essa lei é conhecida como a lei da gravitação universal e ela parte de duas premissas:
massa atrai massa;
quanto mais afastados estiverem os corpos, menor será a intensidade dessa força. A explicação da segunda premissa foi objeto de muita discussão entre os pesquisadores da época, como Robert Hooke e Edmund Halley, mas o gênio criativo de Newton foi capaz de solucionar esse problema. Newton descobriu que a força de atração gravitacional era inversamente proporcional ao quadrado da distância entre as massas, em outras palavras, quanto mais afastados estiverem os objetos, menor será a força de atração entre eles e essa força diminui rapidamente com o aumento da distância.
Outro ponto importante da lei da gravitação universal é aquele que diz que massa pode atrair massa. Dessa afirmação pode vir a seguinte pergunta: "Se eu tenho massa, porque eu não estou atraindo outros corpos que também têm massa?".
A resposta é que você está, sim, atraindo outros corpos que estão ao seu redor. Mas, como você tem uma massa pequena e os outros corpos também, essa força de atração se torna desprezível. Quando pelo menos um dos corpos tem uma massa considerável, como é o caso do planeta Terra, é possível sentir a força de atração gravitacional.

Fonte:
http://www.brasilescola.com/fisica/gravitacao-universal.htm
http://www.coladaweb.com/fisica/fisica-geral/lei-da-gravitacao-universal
http://educacao.uol.com.br/fisica/ult1700u10.jhtm
Category: 3 comentários

!!! Velocidade Média !!!

!!! Velocidade Média Física !!!

!!! Cinemática - Aula 01 !!!

!!! Cinemática - Aula 02 !!!

!!! Cinemática - Aula 03 !!!

!!! Cinemática Aula 04 - M.R.U.V. !!!

!!! Cinematica - Aula 05 - Movimento Acelerado !!!

!!! Cinemática - Aula 06 -Transformação de unidade

!!! Cinemática - Aula 07 - Velocidade Instantanea !!!

!!! Cinemática - Aula 08 - Aceleração Instantânea !!!

!!! Cinemática - Aula 09 - Movimento Uniformemente variado

!!! Cinemática - Aula 10 - Equações

!!! Dinâmica - Aula 11 - Estudo das Forças !!!

!!! Dinâmica - Aula 12 - Forças de Contato !!!

!!! Dinâmica - Aula 13 - Forças com Mesma Direção !!!

!!! Grafico do Movimento Uniforme !!!

!!! Grafico do Movimento Uniforme !!!
Observe o movimento constante da tartaruga

!!! Graficos do Movimento Uniforme !!!

!!! Graficos do Movimento Uniforme !!!
Grafico da Velocidade em Função do Tempo

!!! Graficos do Movimento Uniforme !!!

!!! Graficos do Movimento Uniforme !!!
Como construir um grafico

Dinamica - As 3 Leis de Newton

A 1ª Lei de Newton

A 1ª Lei de Newton
Uso obrigatório do cinto de segurança

A 1ª Lei de Newton - Lei da Inercia

A 1ª Lei de Newton - Lei da Inercia

A 2ª Lei de Newton

A 2ª Lei de Newton

A 3ª Lei de Newton - Ação e Reação

A 3ª Lei de Newton - Ação e Reação

!!! Balistica !!!

!!! Videos de Aulas do Prof Jorge Martins !!!

!!! Sensacional estes videos de Aulas de Física, Confiram !!!! Aulas 05 a 15

Aulas de video do Projeto Sei Mais Física no Instituto de Física da UFF. Ministrada pelo professor Jorge de Sá Martins. www.seimaisfisica.if.uff.br

!!! Dinâmica - Aula 14 - Forças com Direções Diferentes !!!

!!! Dinâmica - Aula 15 - Componentes de Uma Força !!!

!!! Cinemática - Aula 16 - Queda Livre dos Corpos 01 !!!

!!! Cinemática - Aula 17 Queda Livre 02 !!!

!!! Mecanica - Aula 18 - Lançamento horizontal

!!! Potência de Base 10 !!! - Notação Científica

!!! Como Funciona Um Micro-ondas

Veja o filme abaixo de como funciona um micro-ondas...

!!! A Explosão da Nave Challenger em 1986 !!!

!!! Ônibus espacial Columbia explode no ar !!!